quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

A infeliz da crise

Tô com tanta crise.
às vezes dá crise de rizo, mas ultimamente: só crise de choro.

Pode ser a TPM.

A gente acha que crise é só na televisão, nos Estados Unidos, nas multinacionais... aí o jornalista fala que o desemprego aumenta, o movimento do comércio diminui, os preços baixam mas os juros sobem. Aí o povo para de comprar, guarda o dinheiro no colchão e a gente fica aqui: com medo do desemprego, salários menores, mais dívidas e estresses sem tamanho.

Tô chata hoje. Estive assim nos ultimos dias, tadinho do marido! Tomara que essa maré passe logo e eu volte a rir das trapalhadas do dia-a-dia; que essa seriedade toda que me acompanha, nada tem a ver comigo.

Um comentário:

Paula disse...

Fica assim não!!! Se não você entra na vibração dessa crise aí. Estratégia boa é essa: Crise? Que Crise?! rsrsrs...
Beijo!